• Redes Sociais

Formação em metodologia afetiva

IMG_1026

“Intenso”. Essa foi a palavra que os novos educadores usaram para descrever o processo de formação pelo qual passaram no começo do semestre. Ao longo de duas semanas, o curso percorreu a parte teórica com muitas leituras e reflexões e caminhou em direção a momentos de aplicação desse conhecimento.

Como a metodologia da Juan Uribe Ensino Afetivo é nova para todos, com aspectos muito específicos, essa é uma forma de alinhar expectativas,  conteúdos, e também de oferecer as ferramentas necessárias para a execução do que a nossa escola espera dos profissionais.

Para a nova educadora Lucila Matos, os módulos práticos de puppetscards e rods foram os mais prazerosos. “Ao mesmo tempo que estávamos aprendendo, também nos divertíamos. Isso reflete a metodologia daqui”, contou. Hewelin Medeiros  também se encantou com esses módulos. “Eu pude soltar minha criança interior, brincar e dar risada. Nós tivemos que criar uma identidade e uma afinidade com um boneco, dar vida a ele, até porque parte da formação é: ‘olhe para o olho do seu puppet e imagine o que ele está pensando de você’. E, de verdade, parece que ele cria vida. É algo mágico”, afirmou a educadora.

Os educadores também tiveram a oportunidade de assistir a uma aula e ministrar outras três na chamada Prática Pedagógica Assistida (PPA). Uma experiência bem importante, afinal, é ali o espaço para exteriorizar tudo o que foi absorvido. Nesses momentos, entram em ação os Angels, educadores com mais tempo de casa, como  Aline Vianna, que está na JUEA há sete anos e já foi Angel nove vezes. “O objetivo é acolher e apresentar para o novo educador tudo o que é possível fazer conciliando as experiências prévias da pessoa com a metodologia da escola”, explicou.

Sobre a experiência do PPA, o novo educador Leonardo Callori destacou o apoio que recebeu de seu Angel e a evolução que obteve ao longo do processo. “Havia questões que eu não percebia enquanto estava ali. O educador mais experiente apontou esses detalhes para mim  e, com isso, passei a notar o que estava fazendo e como estava fazendo . Ouvi dicas muito enriquecedoras e tive espaço para falar também”, disse.

E se a intensidade definiu o decorrer da formação, foi o sentimento de segurança que marcou o início dessa nova jornada na Juan Uribe. “Ainda tem muito para acontecer, mas a escola já deu um suporte incrível em um curto período. Eu vejo um crescimento muito grande como educador nesse tempo”, concluiu Leonardo.

 

Tags: , , , ,

Comments are closed.