• Redes Sociais

It’s Circle Time!

Nesse caso, o Circle Time foi um momento para a Gabriela ensinar o Gabriel e as outras crianças mais novas a amarrarem o tênis, já que ela tinha acabado de aprendera como fazer isso.

Uma recepção atenciosa faz toda a diferença para que os lugares pelos quais passamos fiquem marcados de forma prazerosa em nossa memória. E é justamente essa sensação que queremos proporcionar para as crianças quando elas vêm para a Juan Uribe Ensino Afetivo – afinal entendemos que a relação que elas têm com o ambiente influencia na relação que vão construir com o idioma.

Uma forma de proporcionar essa sensação acolhedora é através do Circle Time – ritual usado por aqui para recepcionar os alunos no começo das aulas e para concluir um ciclo no final. Sem dúvida, esses momentos são muito significativos para as crianças, pois propiciam a elas uma conexão com o ambiente e o idioma de forma leve e divertida, podendo acontecer através de jogos, conversas e brincadeiras. “Cabe ao educador ficar atento e perceber como os alunos estão chegando na aula para escolher a melhor atividade a ser feita. A recepção vai depender bastante de como eles se sentem fisicamente ou emocionalmente”, explica a educadora Malu Vieira.


O coordenador Danilo entrou na sala para conhecer o novo grupo e utilizou o Circle Time para mostrar algumas fotos suas às crianças e assim estreitar vínculos

Ao final da aula, o Circle Time é retomado com a proposta de fechamento de um ciclo. Nesse caso, os educadores conversam sobre o que foi vivido na aula e as impressões de cada um, além de fazer uma revisão do conteúdo, tornando claro para o aluno o conhecimento que foi visto naquele dia. Malu Vieira conta que “no encerramento, concedemos espaço aos alunos para darem feedbacks e falarem como se sentem. Aí, podemos aproveitar ainda para dar uma devolutiva pedagógica ou comentar sobre a dinâmica de grupo”.

Nesse caso, o Circle Time foi um momento para a Gabriela ensinar o Gabriel e as outras crianças mais novas a amarrarem o tênis, já que ela tinha acabado de aprendera como fazer isso.


Essa foi uma atividade para recepcionar a aluna Isabella, que estava entrando no grupo.

Todo esse cuidado em recepcionar e dar abertura para o diálogo diz muito sobre o modelo de ensino que cultivamos. Para nós, criar um ambiente harmonioso e afetivo, levando em conta as emoções do aluno, é essencial para uma relação mais significativa e verdadeira entre as crianças e o idioma.

Tags: , , , , , ,

Comments are closed.